19 de junho de 2012

Leiturinha boa


Ontem, after a postagem bombástica no facebook, eu meio que me livrei de uma carga pesada que estava instalada sobre meus ombros, e comecei a me sentir mãe de verdade.


Leia-se: escolhi ser mãe do Victor agora, e não namorada de alguém egoísta e sem coração.

Pois não é que cheguei em casa, tomei um banhão super demorado ao som de "Anunciação, Downtown, Good Vibrations" e todas as outras musicas que escolhi pra ouvir com meu filho?

Saí do banho, catei o livro "O pequeno príncipe" e pela primeira vez nesses 4 meses de gravidez, disse com todas as letras: "Filho, vamos fazer uma leitura agora"

É uma frase pequena e insignificante, mas voces conseguem perceber que essas foram as primeiras palavras que eu direcionei pra ele até hoje? 




Olha a magnitude deste ato! Estou até orgulhosa de mim!

Li umas 5 páginas, com direito a tons de voz, e tudo mais, só que fiquei com falta de ar (to acostumada a ler só pra mim, então quando leio devagar e alto, me acabo) e tive que parar porque a vovó chata queria ver a novela rs

Me besuntei em óleo de amêndoas e fui dormir toda feliz! Fora que antes de dormir, ainda postei no face que estava me sentindo a maior e mais linda e perfeita mãe do mundo, e realmente estou!

Claro que as lembranças ficam, da Ludmila antiga, mas vou batalhar e conseguir me desfazer do que me faz mal, como eu tenho feito com sucesso em tudo, desde janeiro (cancelei casamento, passei a dizer o que penso, deixei de guardar ódio pra mim, etc)

Pode ser que amanhã tudo mude de novo, sempre muda, mas dessa vez vai ser diferente. As pessoas só fazem com voce aquilo que voce permite.


Beijos em todas as mamães auto-suficientes e confiantes!

Inté!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oba! Adoro quando você comenta!