13 de fevereiro de 2013

O preconceito está em toda parte

Recebemos uma visita em casa, de um amigo do meu pai que me conhece desde que tenho uns 10 anos de idade (faz teeeeempo rs)

Ele veio ver o Vic, e conversando comigo saiu esse diálogo:

"- E aí neguinha, já tá namorando?
- Não.
- Héhéhé (essa é a risada dele) Agora vai ser difícil pra você né, ninguém vai querer assumir esse B.O*"

Peraí, B.O? Victor não é nenhum B.O!!! E quem disse que eu to procurando um namorado? E quem disse que vai ser difícil quando eu começar a procurar, de fato?

E também, se um acabado como ele consegue, porque raios eu não vou conseguir?

Isso tudo pensei em um segundo, mas me limitei a dar um sorrisinho, em nome da velha amizade.


*Pra quem não sabe: B.O = Boletim de Ocorrência, ou seja, é uma expressão que quer dizer encrenca. Ex: "Isso foi roubado da minha mesa hoje, só tinham duas pessoas lá, mas ninguém assumiu a culpa, ninguém quer assinar o B.O" Entenderam? Consegui ser clara?

E fim de papo.

4 comentários:

  1. Que ridiculo esse homem.. são coisas que nem vale a pena discutir mesmo..B.O foi ele ir na sua casa e abrir a M.... da boca dele.. Vic já é mada demais e nem precisa demais amor se bobiar...Vc é capaz de substituir tudo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca poderei substituir um pai, mas com certeza darei todo o meu amor, que é imenso!

      Excluir
  2. Tem gente que nem merecia ter boca para falar... Ô povo preconceituoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é só uma das muitas que ainda vou ouvir nessa vida! Infelizmente.

      Excluir

Oba! Adoro quando você comenta!