8 de março de 2013

Nutrição: Alimentação e manutenção da saúde


Por Claudia Luques.

Olá, seguidores(as) do Blog “As aventuras do Vic”!

Vamos falar hoje sobre Alimentação e manutenção da saúde!

Para mantermos a integridade de nossa saúde devemos nos preocupar não só com a quantidade dos alimentos que consumimos, mas também com a qualidade! 

Iniciarei falando sobre os alimentos integrais: “Porque eles são tão importantes?”.

Os alimentos integrais são nada mais nada menos do que os alimentos em sua forma mais simples, ou seja, são alimentos que não passaram por muitos processos industriais.

E porque eles são tão importantes durante a gestação e em todas as faixas etárias? Estes alimentos são ricos em vitaminas, minerais e principalmente fibras! As fibras nos auxilia a regularmos nosso intestino, sendo a constipação intestinal um problema frequente nas gestantes.

Segundo o guia alimentar de Harvard, mostrado na figura abaixo, a base para uma alimentação saudável é: atividade física, controle do peso e alimentação equilibrada. Desta forma, um deles isolado não nos proporciona resultados esperados em relação a manutenção da saúde e perda de peso.



Como podemos observar, os alimentos integrais foram colocados logo em seguida, tendo eles a importância assim como as frutas, verduras e legumes. Podemos notar também a presença dos óleos vegetais (ex: azeite, óleo de canola) que nos ajudam a na absorção de vitaminas, diminuem o risco para doenças do coração.

Na terceira parte temos as carnes brancas (peixe e frango), que devem estar mais presentes do que as carnes vermelhas por serem consideradas carnes mais “magras”, com menor percentual de gordura. Além das carnes brancas temos as oleaginosas neste parte da pirâmide, são exemplos as castanhas, amêndoas, nozes, etc. As oleaginosas são ricas em gorduras monoinsaturadas, que são gorduras que nos ajudam a mantermos o colesterol bom (HDL) em quantidade adequadas.

Logo acima, notamos a presença do leite e derivados (queijos e iogurte), são os alimentos ricos em cálcio, que nos ajudam na manutenção e preservação dos ossos e funcionamento do organismo.

Por fim, na ponta da pirâmide, temos os alimentos que devemos consumir em menor quantidade que são: carnes vermelhas, doces, pães brancos, refrigerantes e produtos industrializados. São alimentos que em grandes quantidades e se consumidos com frequência podem ser prejudiciais a saúde.

Foi um imenso prazer conversar com vocês hoje! Lembrem-se que são orientações gerais sobre alimentação saudável, o que não dispensa o planejamento alimentar individualizado.

Uma ótima semana a todos! Até a semana que vem.

Um forte abraço,

Cláudia Beneton Luques (CRN 29478)

Fonte: Adaptado de Willet et al 2001

7 comentários:

  1. tira essa coluna nutricao! essa merda, ninguem quer ver isssssso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. A porta da rua é a serventia da casa, vc ñ é obrigado a ler (ver)isso. O que ñ interessa p vc, pode ser útil p outras pessoas e informação nunca é de mais!

      Excluir
  2. Informação importante nunca é demais, não é mesmo?
    Ótima iniciativa, gostei de ler! ;)

    Beijos e boa semana pra vc e seu pequeno lindo!
    http://amaisdoceespera.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso ainda vai dar muito pano pra manga!

      Excluir

Oba! Adoro quando você comenta!