15 de março de 2013

Nutrição: Introdução de alimentos sólidos


Por Claudia Luques

Olá, queridos leitores(as)!

O assunto de hoje foi baseado em uma necessidade fundadora do Blog, a Ludmila Sales! Que está iniciando a inclusão de alimentos sólidos nas refeições do Vic!



Conforme o bebê cresce, as necessidades nutricionais aumentam e os alimentos devem ser adaptados para cada período.

A partir dos 6 meses de idade já devemos começar a incluir os alimentos comuns a alimentação da família. O que muda é a consistência.

A alimentação complementar deve prover suficientes quantidades de água, energia, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais, por meio de alimentos seguros, culturalmente aceitos, economicamente acessíveis e que sejam agradáveis à criança.

As frutas devem estar presentes já nesta fase, em forma de papa ou suco. Os legumes e verduras também precisam estar presentes. Após o cozimento, devem ser amassados para fazer a papa. Juntamente com os legumes e a verdura, deve-se acrescentar um alimento rico em proteína para ajudar no crescimento do bebê, podendo ser carne cozida, frango, ovo ou peixe. As carnes devem fazer parte da alimentação da criança a partir dos 6 meses de idade.
Uma das maiores dificuldades é em relação à consistência da carne. É muito importante que sejam pedaços bem pequenos e desfiados. Devemos cozinhar bem os alimentos e amassa-los, evitando o uso do liquidificador, pois há perdas de vitaminas e há maiores riscos de contaminações para o bebê, porque nem sempre, o liquidificador está livre de bactérias. Além disso, os alimentos não devem ser passados na peneira, pelo fato das fibras e alguns nutrientes ficarem na peneira.

A seguir, uma receita de papa salgada para vocês terem uma ideia dos alimentos que devem compor a papa e forma de fazer (MINISTERIO DA SAÚDE, 2009):
Papa de feijão, arroz, espinafre e ovo.

Ingredientes:

  • ½ concha com feijão

  • 3 colheres das de sopa cheias de arroz

  • 1 colher de sopa cheia picada de espinafre (ou outra folha verde escura)

  • 1 ovo (50g)

  • 1 colher pequena de óleo

  • 1 colher das de café rasa de sal

  • 1 colher das de chá de cebola ralada

  • 1 dente de alho picado

Modo de preparo

Lavar bem as folhas e talhos do espinafre e picá-los. Colocar o óleo em uma panela pequena e refogar a cebola, o alho e o arroz, e acrescentar dois copos de água. Deixar cozinhar até que o arroz esteja quase pronto. Antes de a água secar, acrescentar as folhas e talos picados de espinafre. Quando a papa estiver com consistência pastosa e com pouca água, desligar e adicionar o feijão e o ovo cozido. Amassar bem.

Espero ter esclarecido algumas dúvidas de vocês! Estou à disposição para qualquer dúvida. Lembrem-se que são orientações gerais sobre alimentação, o que não dispensa o planejamento alimentar individualizado.

Caso tenham algum assunto de interesse em relação a alimentação postem no blog!

Uma ótima semana a todos! Até a semana que vem.

Um forte abraço,

Cláudia Beneton Luques (CRN 29478)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oba! Adoro quando você comenta!