11 de dezembro de 2014

Pérolas do Vic

Agora ele é um falador completo, de vez em sempre escuto uns:

"Eu não aguento mais isso!"

"Vai ficar de caxigo olhando para a parede dois minuto"

"Tenha paxiença cum eu, mamãe"

"pai, pega mim" (troca eu por mim toda hora)

"solta essa faca pigosa"

E vou ficando encantada com a beleza disso tudo....



Além do palavreado, está comendo sozinho (veja aqui) e fazendo pedidos aos garçons quando jantamos fora kkkk

beijooo grande

10 de dezembro de 2014

Engatinhando


Quem? Laurinha, claro...

E os primeiros passinhos agarrada aos móveis já estão sendo ensaiados, já até deu uma voltinha de andador:

2 de dezembro de 2014

Bolo de cenouraaa

Na hora de dormir:

- Vic, amanhã vamos fazer alguma coisa diferente, o que você quer fazer? (eu pensando em encher a piscininha de plástico)
- Bolo cenoura... chocolate quenteeee (cantando Cocoricó)
- Ah, você quer quebrar uns ovos? (ele me ajuda a fazer bolo)
- Não, bater parabéns mim!



Ele descobriu meu nome!

Victor brincando no outro cômodo:

- Camiiiilaaaaaaaaaaa, Camilaaaaaaaa!
- Que foi Victor, quem é Camila?? (Eu já pensando em fantasmas)
- Ludmamãe!!

É Ludmila Vic, não Camila!!!

 

13 de novembro de 2014

Mania de Lalá

Lembram que Victor mamava com a mãozinha dentro do meu decote?

Pois Laura também tem sua mania, só que bem mais bizarra:






Se chupar os dedinhos então... dorme em dois minutos! Só que já arrumei dor de garganta três vezes com isso... Ossos do ofício!

28 de outubro de 2014

2 anos de Vic

Nesse seu aniversário, me diverti tanto que compensou a melancolia do meu próprio.

Foi numa segunda, mas começamos a comemorar três dias antes!

Na sexta fomos comprar roupas novas pra você e pra sua irmã. E sapatos também... compramos seu primeiro all star (não é all star mas é similar)

Na loja de calçados, que pra você é o céu rs

Você ganhou sua primeira bike do papai, e ele está te ensinando a pedalar, mas você só aceita ser empurrado ou puxado!


Vovó te deu um carrinho de pedalar também, mas o pedal é meio duro então adaptamos um puxador de cordinha e as vezes levamos você pra pracinha pra brincar com ele


No sábado fomos ao shopping e a vovó te deu muito tutu pra gastar com o que quisesse:


Nós nos arrumamos para ir ao teatro:

(Mamãe se achando novinha)

Look da Lalá

Toda trabalhada no glamour

Ela não é uma gata?


(qualidade da camera n muito boa, desculpe)

Sobre a peça: Sua primeira vez no teatro foi uma adaptação da história dos três porquinhos. No espetáculo, a história é contada por dois açougueiros, Pipo e Pepe, que têm um açougue bem diferente. No comércio há carne de óculos, carne de banana, carne de bicicleta, carne de martelo, mas não tem carne de verdade. Um dia, um freguês lhes pede carne de porco, e um dos açougueiros se veste de lobo para entrar na história dos três porquinhos e conseguir a carne para vender. 
No começo os guinchos de porquinho emitidos pelas duas atrizes (sim, o elenco só tinha duas atrizes e elas deram conta sozinhas de sete personagens sem comprometer a qualidade da encenação, um luxo) fizeram você se assustar, mas passado o chorinho inicial, você interagiu muito bem.

Na saída fomos ao shopping gastar seu tutu:


Na Hi Happy

Perdido na loja sem saber o que levar

Você comprou: Um boneco do Chico Bento, bloquinhos de montar tipo Lego,  dois dragões (você está viciado no filme "Como treinar seu dragão"), lanchou no Mc Donalds e na volta dormiu o sono dos anjos abraçado com seus bonecos. A laurinha também ganhou um chocalho da Fisher Price e bonequinhos de borracha pra morder.

Domingo foi sua festinha de aniversário, confere o tema:





O vovô pelo segundo ano arrasou nos docinhos e além dos já conhecidos brigadeiros, beijinhos e o docinho de milho, ele fez um de queijo com goiabada, e um sabor chiclete com MM´s (feito de gelatina de Tutti frutti com MM´s decorando), vovô me dá orgulho, e também a sua dinda e o papai que ajudaram na linha de produção



Você ganhou muitos presentes, estavam lá: sua dinda Pam, Sara, Maniçoba, tia Cicera, Paloma, Bicudo, Titio Murilo, Vovô e vovó, mamãe e Ed, Paulo, Sonia, Renato, Letícia, Matheus, Natalia, Cris e Paulinho com Hyram e o Amole, Cristiane e Nayara






Na hora dos parabéns você assoprou a velinha e a mãe desejou por você, muita saúde pra manter nossa família unida e completa por muitos anos, proteção e bençãos do nosso Pai para manter você e sua irmãzinha seguros e longe de coisa errada na vida.








Solange deu uma passada na festa (o Nicolas estava doente) e deixou esses bloquinhos que voce adorou empilhar

E a sua primeira arte aos dois anos foi, ao fim da festa entrar de roupa e tudo na banheira em que eu ia dar banho na Laura primeiro.






Que venham mais muitos anos de vida pra você, meu amor!
Te amo de todo o meu coração

Niver de 26 anos da mamis

Atrasadíssima a postagem pois foi no dia 13 de Outubro.

Ganhei muitas roupas de presente da minha mãe, dois relógios e dois livros do Harry Potter, um do meu marido, e outro do meu irmão (A ordem da Fenix e o enigma do príncipe)...

O do liro chegou via sedex

As roupas que ganhei da minha mãe

Eu estava bem desanimada nesse niver, ando tão cansada, parece que virei mesmo uma dona de casa mas das piores pois não faço nada completo, exceto cuidar das crianças,  pra isso me dedico 100%.



Fiz inscrição num concurso cujo cargo pleitearei pela segunda vez, escrevente do TJ, salário de 4 mil reais, já dá pra tirar um pé da lama, seria ótimo se eu passasse, mas não consigo estudar.

Vocês devem estar pensando: mas pra postar no blog dá? Dá sim, com a Laura me beliscando a cara, e o Vic subindo nos móveis e bagunçando tudo. Ler apostila por ler não é estudar, como vou me concentrar no que tô lendo? Como vou fazer exercícios de Matemática se só tenho dois braços? Um pro lápis, outro pra manter laura longe da folha (ela come), outra pra dar colinho pro Vic carente. Aí a casa cai. Mas vamos lá né, vamos lendo o que dá... Tem tardes que Deus abençoa e os dois dormem ao mesmo tempo aí consigo.

Dá só uma olhada no conteúdo da apostila, só um milagre mesmo pra me ajudar rs

26 anos e eu com a síndrome de Marcão, de que estou ficando velha e não conquistei nada pra minha vida, mas aí me vem aquela vozinha na cabeça: "como não? e as crianças?" perdão Deus, mas eu queria mais.

Posso pedir um pouquinho mais, Deus?

Quero um emprego que pague bem, quero poder pagar escolinha particular pros meus filhos, comprar roupas pra eles todo mês, quero não ter mais problemas com pensão (4 meses atrasada já, e uma taquicardia de raiva que me acomete toda vez que acaba fralda do Vic e eu olho o extrato do banco) e quero uma casa linda e arejada onde eu possa com meu dinheiro pagar uma diarista, já que estarei trabalhando.

Ah, e esse é luxo, mas se der, faz o milagre de eu passar no concurso? Obrigada, amém!


Desculpem a melancolia, tava vazando pelos poros já.

16 de outubro de 2014

Atividade paranormal

Histórias intrigantes de arrepiar… quem não tem uma pra contar?

Meu “puxadinho” finalmente ficou pronto, e agora moro oficialmente nos fundos da casa da minha mãe, mas essa historia aconteceu quando eu ainda dormia no meu quarto de solteira, porém com o Edu, ou seja, bem no começo do casamento.

Aquela história do barrato acabou rendendo mais do que devia e todas as noites antes de dormir o Victor dizia: "Medo!"
Eu - Medo do que?
Vic- Barrato
Eu - Não tem barrato
Vic - Barata
Eu - Não tem barata
Vic - Rato
Eu - Não tem rato
Vic - Buxa
Eu - Não tem bruxa
E só parava quando desfiava o terço de todos os seres abomináveis que ele conhecia.

Um belo dia eu sozinha com eles (Edu estava viajando). Victor me solta essa:
Vic - Medo
Eu - Medo do que?
Vic - Moça.
Eu -   Que moça Victor?
Vic - sentada cadeira

OREMOS

E dessa vez não to zuando, oramos de verdade. E não falou mais nisso.

Passou mais tres dias, o Edu já estava em casa, ele repetiu essa historia de moça, o Eduardo garantiu a ele que o protegeria, que se ninguem ia pegar ele, se viesse a gente batia, etc.. acabou dormindo, eu me arrumei pra dormir virada pra ele, e de repente ele acordou num pulo olhando pro pé da cama dizendo que o homem  do saco (de onde saiu essa agora) estava ali, e ele chorando escandalosamente, até que vomitou de medo.

VOMITOU! DE MEDO!

Me deu uma dó! pra se vomitar de medo sinal que a coisa tá feia.

O Eduardo e eu também tivemos, digamos, um receio, pois dizem que crianças e animais vêem coisas mesmo. E pelo olhar dele e pela insistência em nos mostrar que estava no canto do quarto, acreditei nele, e ficamos vários dias dormindo com ele no meio de nós.

Tudo acabou no momento em que nos mudamos pro fundo. Não sei porque, nem se há ligação tudo isso que contei, se era falta de reza ou se eram só pesadelos infantis, só sei que assim como veio, foi-se.

E depois descobri que o Murilo andava assustando ele com histórias sobre o homem do saco e vídeos de horror do YT. Com um tio desses, quem precisa de inimigos?

Hoje fazem dois dias que Victor dorme sozinho na caminha dele, mas só se estiver forrada com o lençol do Shrek

Até a próxima!!!!

1 de outubro de 2014

Primeira papinha da Laura

Assim como fiz com o Victor, a sua primeira refeição foi feita com todo amor e carinho, capricho e com ingredientes naturais. Levou batata, peito de frango, brócolis e beterraba. Se lambuzou!!!








Uma lindura! E seguimos com o aleitamento que é 100% prazeroso pras duas, porém agora acrescentamos mais uma refeição ao meio dia.

No meu canal do Youtube tem o vídeo dela comendo, pra quem quiser ver a fominha, e também do primeiro suquinho, que ela sequer fez careta quando tomou.

Bjs!