26 de fevereiro de 2014

Na tela da tv, no meio desse povo....

Enquanto o Victor samba vendo o comercial da globeleza, a Laura samba aqui dentro, mas tambem bate um tambor, desfila num carro alegorico e canta marchinhas.

Falando nisso, esse ano vamos fazer o caminho inverso: Ao invés de ficar aqui na praia vendo as pessoas passando na minha rua a caminho do centro, bêbadas, com pouca ou nenhuma roupa e gritando "vou pegar herpes geral", eu vou pra São Paulo, mais especificamente Guarulhos, passar o feriadão tranquilinho na MINHA casa, arrumando as coisas por lá, tipo instalando chuveiro, ventiladores, lâmpadas, móveis e afins, e SIM, estou mega feliz com isso, mil vezes melhor pra mim e pra minha família que não vai ter que ouvir letras musicais de baixo calão (sempre quis usar essa frase).


Os dias estão correndo muito depressa, faltam só 11 semanas para o parto, e já estou sentindo contrações de treinamento.

VICTOR continua comendo quase nada, e amanha vamos leva-lo apara fazer exames de sangue e urina (segundo o Dr. Tufas, pode ser infecção de urina, o que tem a ver o fú com as calças eu não sei, mas o médico é ele, certo?).

Peguei a ultrassom da Laura hoje, e ela está com 1,150kg. Todas nós aqui sabemos que está no peso certo para a idade gestacional, mas fui falar pro Eduardo e levei uma bronca do tipo "O quê? Você acha que isso tá bom? Tem que se alimentar Ludmila, minha filha não pode nascer com 1kg!!" Ao que eu respondi: "Com certeza, ela não pode nascer de sete meses, ainda tenho os dois últimos meses que é onde ela vai ganhar pelo menos mais 2kg". Porque homens são tão loucos? A loucura aumenta uns 50% sendo esse homem um marido, e mais 30% esse marido sendo pai de primeira viagem!!! (Inveja dele).

Enfim, eu ainda acho que estou comendo até demais, pois todas as comidinhas que faço pro Vic, e ele não come, EU COMO hahaha, então pode-se dizer que estou comendo duas vezes cada refeição.

Um beijo e amanhã tem mil coisas pra postar, pois vamos ao APAS (meu convênio), reclamar sobre a dificuldade que estou tendo pra conseguir um obstetra disponível para me operar, sem querer que eu faça as duas cirurgias com intervalo de seis meses entre uma e outra (eu já comentei disso? Se não, amanhã juro que conto tudinho!)

Inté!


21 de fevereiro de 2014

Nosso muito obrigada


A todas as mamães que comentaram nossa última postagem sobre o Vic estar fazendo greve de fome.
Algumas dicas funcionaram perfeitamente, outras não, outras ainda funcionam dia sim dia não.
Parece que depende é do humor dele também...

E vamos seguindo em frente, sempre rezando antes das refeições (no caso eu rezo né, pra ele comer)

Obrigada mamães

14 de fevereiro de 2014

Victor ou Dudu?


Quem não se lembra do personagem Dudu, da turma da Mônica? O oposto da prima Magali, que era super gulosa?


Pois o Victor está me saindo um perfeito Duduzinho.

Juro gente, como alguém que só aceita o "tetê" aguenta ficar em pé e brincar das 09h às 22h?

Faço de tudo: Sopinha de legumes, caldinho de feijão com carninha, vários tipos de biscoito, frutas, sucos naturais, até macarrão!

Mas só o que ele come é pipoca (até parei de dar, problema é que eu também gosto, mas dei uma boa parada), sorvete (não pode ver um picolé, ainda mais nesse calor) e o tal do tetê dele (leite com sustagem)

O fato é que estão nascendo quatro dentes de uma vez, e ele teve até uma diarréia, e aí é que não comeu mais nada mesmo! Eu sei, a mãe paranóica ataca novamente, vocês devem estar pensando. Mas eu sou como aquelas mães judias que correm atrás do filho pela rua com uma terrina de sopa. Nunca desisto.

A cadeirinha de alimentação parece ter espinhos, às vezes preciso de mais três membros da família fazendo palhaçada em volta pra distrair, ou preciso tirar do armário todos os tupperwares pra ele brincar, isso pra conseguir enfiar UMA colher de comida na boca dele.
Depois que aprendeu a cuspir, ficou pior, eu coloco a colher, ele cospe, eu coloco de novo, ele cospe, ficamos medindo força até ele engolir a comida toda babada. Maldade? Acho que tá mais pra desespero!

Eu fico alternando paciência, raiva, desespero, tristeza (sim, porque não há tristeza maior do que imaginar seu filho com as costelas aparecendo, ou pior, ver, porque o Vic está ficando uma vareta). Esses dias até chorei de desgosto.

Alguém, nessa imensa blogsfera, está passando por isso, e tem alguma dica? Será uma fase? Deixo ele viver de leite?

Bom, que é uma fase eu sei, pois até os quinze anos, eu odiava comer, hoje em dia, rapazzzz, me tirem da mesa à força antes que eu coma os pratos!


13 de fevereiro de 2014

Medo de morrer no parto e a falta de tempo

Podem me achar louca, afinal estamos no século XXI...

Eu não tive na gravidez do Victor, mas estou tendo na da Laura. Deve ser porque vou fazer laqueadura e talvez a cirurgia de hérnia no mesmo dia. É muita cirurgia pra uma mãe só, e eu morro de medo de acontecer alguma coisa comigo. Sobretudo por causa da hérnia. Cada vez que eu pego o Victor no colo, parece que vai sair um dedo de dentro do meu umbigo.


As vezes eu paro pra pensar, e nossa, como essa gravidez está sendo diferente do ponto de vista cuidados. Perto da gravidez do Victor, eu não estou tendo nem 30% de descanso. Por exemplo:

Cuidados que tive com o Victor:
Pré Natal completo (claro)
Cremes anti estrias, banhos de 20 minutos na volta do trabalho, dormir de tarde quando queria (aos fins de semana, porque eu ainda trabalhava), massagens nas pernas pra diminuir o inchaço, fotos da gestação semana a semana, chá de bebê, mais tempo para o blog. Enxoval pronto no quinto mês de gestação. Confecção de enfeite de porta com tema do Toy Story feito por mamãe com as próprias mãos. Contar histórias para o bebê na barriga. Ouvir música clássica pra desenvolver o cérebro dele.

Cuidados que estou tendo com a Laura:
Pré natal completo (claro)
Tomar as vitaminas receitadas pelo médico.
Banho de dois minutos, e óleo sève no corpo somente à noite, e com o Victor tentando tomar o conteúdo do frasco.
Enxoval a ser comprado no mês que vem (AINDA)

Dá até vergonha de ler assim em lista, e me sinto em débito com ela. Mas o fato é que eu estou tendo uma gravidez muuuito diferente da anterior. E justifico: Não sinto disposição para fazer nada além do básico. Meus ossos do umbigo pra baixo doem, minhas costas, coluna, parecem que vão desencaixar, minhas pernas parecem feitas de chumbo. Desculpe, Laura.







11 de fevereiro de 2014

Mãe dose dupla

Estou tendo problemas em alterar o nome do blog para "mãe dose dupla" pois já existe esse domínio.

Então peço que desconsiderem a postagem anterior, o nome do blog será sim Mãe dose dupla, mas com um hífen, digitem no navegador "mae-dosedupla.blogspot.com" !

Um beijo a todos!