16 de junho de 2014

Laura de brinco


A nossa amiga, Jaqueline, da Náutica Tattoo, presenteou a Laura com a aplicação do primeiro brinco. Valeu Jaque!


Ela veio aqui em casa, e foi tudo muito rápido, Laurinha sequer se mexeu quando furou, sinal que o anestésico deu certo. Tudo feito com bastante cuidado, carinho e higiene...


(Tipo assim: "moça, o que você está fazendo?")

(Marcando com a caneta o furo)



Olha como fiquei linda!


Os olhos dela agora estão muito azuis. Que coisa né, eu só faço filhos lindos... cof cof

13 de junho de 2014

Coletividade é isso

Todos griparem juntos:





Lalá ta parecendo uma bandida com essa touquinha e fumaça em volta rsrs tadinha:

                                               

5 de junho de 2014

Uma luz no fim do túnel


Depois de muita conversa, muita tensão, muitos desenhos e muitas brincadeiras e beijos, eis que o Victor está mais calmo em relação à irmã. Não digo que ele totalmente entende que ela é pequena, e não tente sabotar, mas agora ele tem mais momentos de carinho e preocupação do que momentos de violência.

Além do teatrinho que eu já contei, mostrei alguns desenhos com personagens irmãos, e ele gostou de vários, por exemplo:

Charlie e Lola, com irmã mais nova e o 
Charlie é muuuuito paciente com ela. 
Eu amo esse desenho por causa da dublagem

Caillou, com sua irmãzinha chatinha, e mais nova.
Esse não vimos muito, acho que só um episódio.

Achei a Peppa bem malvadinha com o irmão George. 
Apesar disso, Peppa foi o que ele gostou mais. 
Achei bom também, são episódios curtos. Amém.


Eu já tinha notado por uns dois dias que ele estava mais solícito, ajudava nas trocas, deitava do lado. Mas o marco foi numa quarta feira, eu pedi pra ele me ajudar a trocar ela... Aí como sempre ele pegou a fralda, o algodão e a Hipogloss pra mim, quando acabei pedi pra ele jogar a fralda no lixo. Só que estávamos na sala, e o lixo mais próximo é no lavabo, que estava completamente escuro por já ser fim de tarde. Com medo nos olhos ele me olhou e disse "Culo" (escuro). Aí fui com ele, deixando Laura no sofá. Quando chegamos lá, Laura chorou alto. Olhei pra ele e disse: "Filhoooo, o barrato pegou a lalá!!"

Pausa para explicar o que é e pra que serve um barrato:

Barrato é um animal alto, corcunda, banguela, sujo, feio e fedido, com olhos vermelhos e manca de uma perna. Ou seja, é um monstro que varia em apresentação conforme a criatividade de quem inventa. O nome é uma mistura de barata com rato e tirei do seriado How I met your mother. Pra que serve? Pra dizer que vai vir pegar ele quando se recusa a comer. Assim: "Victoor, o barrato come criança que não se alimenta, come tudo!"
E funciona. Aliás, funciona muito.

Como ninguém me lê mais nessa bodega fiquei à vontade pra contar do barrato sem ouvir chorumelas de que sou má mãe assustando meu próprio filho e etc. Sei que não é legal, mas ele tá tão gordinho agora! *___*

Voltando ao caso:

Corremos JUNTOS para a sala, e ele tipo procurando o barrato, eu disse que tinha voltado pra cozinha, aí eu e ele lutamos juntos contra o monstro pra DEFENDER A LAURA!

Ele estava assim, virado pra cozinha:


Eu falava: "esse barrato sujo" e ele repetia "sujo"... fidido, feio, nojento, chato, bobão, e prosseguiu assim, aí não satisfeito ele começou a chutar e dar socos no ar. E eu falando: "isso mesmo, não vai pegar a lalá nada!!" e ele todo corajoso encarando os medos dele pra defender a irmã.

Em seguida peguei ela e disse: "Pronto, agora vamos pegar ela pra acalmar, pra ela parar de chorar". Peguei e sentei no tapete com eles. Aí o Vic falava "palma, palma" passava a mão no cabelo, cheirava, etc"

Quase chorei.

Tiramos uma foto que ficou até meio tremida:


E agora estou feliz novamente!